Software transforma ressonância magnética em mapa 3D do cérebro

 Em Radiologia

O português e cientista da computação, Paulo Rodrigues, desenvolveu um software que analisa imagens produzidas durante ressonâncias magnéticas, permitindo um mapeamento 3D do cérebro.

Conhecido como “Google Maps do cérebro”, o software passou a ser estudado nos EUA e Espanha e representa um grande avanço na ciência. Atualmente, as imagens geradas em ressonância magnética possuem apenas duas dimensões, o que dificulta especificar com exatidão onde é a lesão.

Segundo Paulo, o cérebro é “muito mais complexo do que isto, com centenas de milhares de ligações” e o modelo 3D torna tudo mais mensurável, já que o mapa permite ver todas essas ligações. O sistema já foi implementado em hospitais que fazem investigações clínicas, nos Estados Unidas e na Espanha.

Fonte:Portal Público

Crédito de imagem:Portal Público

VAMOS CONVERSAR?