Ressonância magnética permite diagnóstico mais eficaz para suspeita de apendicite aguda, diz estudo

 Em Radiologia

De acordo com estudo publicado no veículoRadiology, May 2016, Vol. 279:2, a ressonância magnética deve ser considerada como o exame de imagem indicado para pacientes com menos de 50 anos, que chegaram ao departamento de emergência com suspeita de apendicite aguda.

Segundo a publicação, o uso da ressonância permite alta precisão do diagnóstico, sem o uso de contraste de radiação ionizante.“MRI pode ser usada para avaliar exaustivamente tecidos moles abdominais e pélvicas, sem radiação ionizante, e pode ser realizada sem a utilização de material de contraste intravenosa ou oral”.

Pesquisadores da Universidade do Arizona também encontraram na ressonância magnética uma aliada para avaliação das causas secundárias de dor abdominal, fornecendo imagens que permitem altos níveis de precisão de diagnóstico.

Ler reportagem completa

Fonte:AuntMinnie.com

Crédito de imagem:AuntMinnie.com

VAMOS CONVERSAR?